domingo, 7 de fevereiro de 2010

Sonho

Sonhei que caía fora desse pesadelo de vida em um fusca vermelho reluzente.
Observei pessoas sem suas fétidas carcaças.
Ali, foi bom estar vivo.
Talvez este seja um lampejo para um texto, uma nova peça.
Seu título: LIBERTA-DOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário