segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Tudo é dor

Promessas falsas.
Palavras vagas.
Sonhos criados e perdidos em minha cama.
Agora, só a arte me consome e me alimenta.
Sofro por amar demais.
Por não aguentar essa puta hipocrisia.
Uma decepção atrás da outra.
Estou morrendo aos poucos.
A cada segundo.
Como cada grão dentro de uma ampulheta.
Não há castigo mais [...]

Nenhum comentário:

Postar um comentário