domingo, 18 de julho de 2010

Nunca é tarde demais...

Para pedir desculpas.
É o que estou fazendo agora. Pedindo desculpas a você.
Sei que o melhor jeito não é por um texto.
Nem com letras bem aprimoradas. Mas sim com palavras sinceras.
Palavras que curam e restauram.
Nunca é tarde demais para voltar e dizer que te amo.
Não quando você ama, quando se ama o tempo para.
O tempo cessa, o tempo se confunde deixando o passado e o futuro iguais.
Deixando o rápido ficar de devagar e o devagar ficar rápido.
Deixando eu voltar até sua casa e dizer: Eu te amo.
Três palavras, sete letras e um nome, o seu.
Isso fica gravado em minha mente, penetrando nos mais profundos sonhos.
Sonhos esses que me trazem até sua boca.
Nunca é tarde demais para chorar.
Pode ser agora, ontem ou até amanhã.
Isso depende de você.
Depende também, do que se chora.
Bem, eu choro agora por não tê-lo aqui.
Choro por não te pedir desculpas.
Choro por ter achado que isso poderia esperar.
E por fim, choro por não ter dito: EU TE AMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário